Matopiba: soja da Embrapa resistente a veranicos já pode ser comprada

Cultivar é mais produtiva e tem resistência às principais doenças da soja. Sem falar que apresenta tolerância às lagartas do tipo elasmo e helicoverpa

Soja resistente a seca e veranico / Foto: Embrapa Cerrados

Se existe uma região carente de novas tecnologias de soja, resistentes a veranicos, essa com certeza é o Matopiba (que engloba a Bahia, o Tocantins, Piauí e Maranhão). Diante dessa demanda, a Embrapa Cerrados e a Fundação Bahia lançaram durante a Bahia Farm Show uma cultivar adaptada às condições de solo e clima destas localidades: a BRS 8980IPRO. As sementes já estarão à venda para esta próxima safra 2019/2020.

A nova cultivar além de ser resistente a períodos de veranicos (muito comum na região), que podem afetar o potencial produtivo, tem resistência às principais doenças da soja. Por ser do tipo IPRO, apresenta supressão às lagartas do tipo Elasmo e Helicoverpa, com menor necessidade de controle dessas lagartas.

“O foco da pesquisa foi o Matopiba. Então consideramos os estresses climáticos que lá são mais recorrentes, ou seja, há um maior risco climático para a lavoura, e por isso desenvolvemos um material mais rústico, com estabilidade nesse ambiente e com um agressivo sistema radicular, o que garante maior resistência aos veranicos”, relata o pesquisador da Embrapa Cerrados, André Ferreira, responsável pela pesquisa.

Mais rentável

Durante o lançamento da nova cultivar a presidente da Fundação Bahia, Zirlene Dias Pinheiro, ressaltou o grande salto tecnológico que a região conseguiu, elevando assim a produtividade e transformando a o Matopiba em uma opção rentável para os produtores. “No passado os produtores lutavam para conseguir 20 sacas por hectare e hoje, graças a pesquisa, conseguem mais de 80 sacas”, comenta.

Soja resistente a seca e veranico / Foto: Embrapa Cerrados

Além dos 10 anos de pesquisa para desenvolvimento da tecnologia, outros 5 foram necessários para testá-la em campo, afirmou o pesquisador responsável. Segundo ele, no período, muitos testes foram realizados com grande déficit hídrico, atestando que a nova tecnologia é eficaz.

Ferreira ainda destaca que um dos pontos fortes da BRS 8980, para conseguir chegar a água disponível no solo é o sistema radicular. Ela é bem desenvolvida e volumosa, se estendendo mais profundamente que outras para alcançar a umidade.

A Embrapa Cerrados confirmou que a nova variedade já estará disponível para os produtores interessados ainda nesta safra 2019/2020. Mais detalhes sobre os revendedores podem ser encontrados em https://www.embrapa.br/cultivar/soja.

 

  • Compartilhe: